Voando para Calama

Depois de 2 dias em Santiago chegou o dia de ir para Atacama. Saímos de Santiago às 7 da manhã… nosso vôo foi bem tranquilo. Conseguimos até cochilar durante a viagem, já que havíamos acordado às quatro da manhã.   A lan foi nossa companhia escolhida. Ela serviu um café da manhã muito bom.  Tinha café, água e opções de alimentos salgados e doces. Era um pacotinho com alguns cereais,  um bolo e um outro negócio que eu não lembro… como se fosse uma massa folhada (muito boa por sinal).

Só que algumas informações são necessárias antes de dar continuidade a este post:
Existem apenas duas companhias aéreas que fazem o trajeto até Calama , LAN e SKY. Mas pq vc não foi até San Pedro de Atacama? Pq o aeroporto mais próximo é o de Calama. Então se você está planejando ir ao deserto terá que comprar uma passagem para Calama (caso você quiser ir de maneira aérea), já de ônibus você pode ir e descer em San Pedro de Atacama. A empresa que faz a viagem até o Deserto é a TurBus. Tem a Pulmann Bus, porém ela vai até Calama apenas.

Fica uma distância de 100 km. A estrada é bem tranquila e sinalizada. Ao longo da rota, existem avisos de que devemos dirigir com as luzes acesas (tenha atenção a esses avisos, pois ninguém merece pagar multa em viagem). Esqueci de comentar, mas alugamos um carro para fazer o todo o percurso pelo Deserto por conta própria. Calculamos os valores de transfer (Calama-San Pedro), os passeios e  chegamos nessa opção depois de muito analisar os orçamentos. A locação de um veículo saíria (e saiu) bem mais em conta!!

IMG_4105-001

IMG_4109-001

Ainda no Brasil efetuei toooda aquela pesquisa em relação aos valores da diária de um veículo e a cada dia que eu pesquisava os valores eles alteravam. Esse fato fez com que repensassemos se  alugariamos ou não um poçante. Pesquisei em todas as locadoras famosas e não famosos (Firstrentacar.ClBudgetAvisEuropcarEconorentHertz) , sem contar a rentalcars, rentcars, cvc e decolar!!!

Até que um dia eu entrei no site da decolar.com e tinha uma promoção ótima com a empresa europcar. Eram 5 diárias ficando no valor de r$ 774,00 com todas as taxas. Muito bom! O preço médio que estava encontrando para o nosso período era mais de R$1000,00.  Mas já adianto que no dia do check out não receberam o restante do pagamento em dinheiro e tivemos que passar no cartão.  Ah!! A locação do carro foi  rápida, visto que já havíamos fechado. O que demorou foi a fila. O rapaz da nossa frente não agilizava o atendimento. A moça pedia documentos e ele ainda ia procurar na mala onde que tava os tais documentos. Pedia cartão e ele ia procurar… E sim, ele tbm já havia feito a reserva. Ai ai!

Na minha saga de pesquisa, encontrei alguns blogs dizendo que TINHA que alugar camionete ou que TINHA que fazer o passeio por empresa (obs: odeio quando falam que eu TENHO que fazer daquele jeito e não me dão o motivo pq tem que ser daquele modo!!!!). Não alugamos camionete pq anteriormente eu conversei com a Cláudia do blog ” Felipe o pequeno Viajante” e ela me disse que os passeios davam para serem realizados tranquilamente com carro pequeno e….  num é q deu!!!  O carro foi um Suzuki, ótimo… super econômico  e com  e com ótima instabilidade.

DCIM100GOPROG0360528.

nós e o poçante!

O passeio que não fizemos com carro foi os gêiseres del tatio. Havia nevado nas vésperas e acabamos seguindo orientação de um grupo de  brasileiros que encontramos no Valle de La Luna. Eles disseram que havia trechos da estrada que estava pura lama e que era melhor não arriscar. Em razão disso, fechamos o passeio com uma empresa.    Farei um post específico do gêiseres, mas já adianto que levamos  um pequeno calote  da empresa.

Como já disse, o caminho até San Pedro é todo sinalizado e a estrada é muito boa. Assim que sobrevoamos Calama já foi possível perceber como era a vegetação desértica. Bem diferente do que eu já vi.

Optamos por não fazer nenhum passeio logo de cara. Passamos durante o caminho pelo vale do arco-íris e pelo Vale da Lua – que no caso era Pedra do Coyote. Apenas paramos no mirante da Cordilheira de Sal pq não tinha como.

DCIM100GOPROG0360522.

DCIM100GOPROG0380551.

Continuamos na estrada quando do nada vimos a placa de Bienvenidos! Aeeeee, chegamos!!!

IMG_4131-001DCIM100GOPROG0400561.

Seguimos viagem para chegar logo em Atacama, localizar o nosso hostel e almoçarmos. Essa parte de localizar o hostel não foi nada fácil, já que não tinha uma sinalização direito e o endereço não ajudava muito… acabou que ficamos um pouco estressados e nos indagando: O que estamos fazendo aqui? kkkkkk.

Conseguimos localizar o hostel. Deixamos nossas bagagens e seguimos em direção ao centro para almoçar. Conseguimos um menu del dia com preço ótimo e comida maravilhosa. Foi no restaurante Sol ínti.  Depois faço um post sobre as comidas de lá.

A essa altura já havia me batido uma dor de cabeça terrível. Mas não, não foi em decorrência da altitude…  foi fome mesmo. Falei que não foi em relação a altitude, pq é comum as turistas passarem mal por lá, ter tonturas, dor de cabeça, etc. Por isso é importante manter o corpo sempre hidratado.

Depois que estávamos com o bucho cheio resolvemos voltar para o hostel um pouco… afinal, acordamos às 4hrs. Nesse primeiro dia já fizemos o passeio do  Valle da Muerte e da luna. Ele é recomendado para o primeiro dia para a ambientaçao do deserto e valeu muito a pena .  Depois faço um post sobre os passeios.

A noite demos uma volta pelo centro do Atacama – que é bem pequeno- e procuramos algum local para jantar. Já que havíamos  andado bastante nos passeios,  resolvemos jantar na feirinha que tem perto onde é o pavilhão de artesanato de Atacama.  Depois de bucho cheio,  voltamos e dormimos

O que posso dizer da viagem ? vocês irão descobrir nos próximos posts.. mas já adianto  que vale a pena cada centavo pago nessa viagem. é lindo… incrível!

Ahhh! Antes que eu me esqueça: passagem de Santiago para Calama custou para mim e Rodrigo r$ 940,00 com todas as taxas. Vale lembrar que a franquia de bagagem da LAN são 20kg.

 Bom, é isso.
Ótima semana a todos.

 

7 comments to Voando para Calama

Deixe uma resposta