Praia de Copacabana e Arpoador

Chegamos no hotel, fizemos check-in rapidinho, desovamos nossas mochilas e fomos pra rua. Era quase 13 horas… então a fome já estava surgindo. Como escolhemos um hotel que ficava a 1 km da praia, fomos andando em direção a ela e nisso almoçaríamos em algum local no caminho.

Descendo a Rua Anitta Garibaldi, avistamos o Restaurante Tipicamente… como tinha um cheiro bom, ficamos por ali mesmo. Pedimos um X-burguer, afinal, viajar e comer muito certinho não tem graça. Lá serve comida e lanches com um bom preço, mas o principal: muito saboroso.

IMG_1511-001

IMG_1514

Bucho cheio? Então bora pra praia! No caminho já deu pra sentir o clima da cidade. O astral é muito alto, tanto é que nem consigo explicar direito. É uma cidade grande, mas dá pra sentir o calor humano… coisa que geralmente desaparece quando se fala em grandes cidades. Como por exemplo, moro em Brasília e não tem esse calor humano. Só sei que o Rio é apaixonante. Talvez isso explica a quantidade de turistas estrangeiros  admirados pela cidade.

Chegamos na praia e já providenciamos um guarda-sol. O aluguel do guarda-sol era R$ 7,00 e da cadeira R$ 5,00. Logo deu sede, além de termos andamos um pouco estava bem quente. A água de coco era R$ 5,00 e a água mineral R$ 4,00. E ah, aquele biscoito Globo era um por R$ 4,00 ou três por R$ 10,00.

IMG_1522-001

Ficamos até o fim de tarde em Copacabana e seguimos em direção ao Arpoador. Vimos na internet que o pôr do sol era bem liiindo lá na pedra, então bora pra lá. Poréém, tinha um problema: como ficamos além do tempo na praia, quando chegássemos na pedra do arpoador, o pôr do sol já ia ter acontecido. Qual foi a solução? Bike do Itaú. No Rio tem várias estações distribuídas. É só fazer download do aplicativo no celular, fazer cadastro, escolher um plano e pronto! Rodrigo fez plano mensal, mas só no outro dia descobriríamos que pagamos por mensal e liberaram só a diária (ódio nível hard). Enfim, pegamos a bike felizes da vida e seguimos em direção ao Arpoador.  Maaaaaaas, a bonita aqui, fazia ANOS que não andava de bike. Há quem diga que  andar de bicicleta nunca se esquece. Concordo, esquece não, mas o equilíbrio tem que achar novamente kkkkkkkkk. Nos primeiros minutos achei que ia rachar a cabeça no calçadão de Copacabana. Depois que vi que não ia rachar a cabeça, quase atropelei um (ou foram dois.. três) senhor. Ai ai … aos poucos fui resgatando o equilíbrio.

Chegamos na pedra do Arpoador, estava bem cheia. Tinha muito estrangeiro por lá. Realmente o pôr do sol é muito bonito. Valeu o quase acidente de bike no percurso (hahaha). Ver, ou melhor, sentir o sol, o mar, o barulho das ondas… traz um pouquinho de paz. Ficamos lá até anoitecer para daí voltarmos para o hotel (sim, voltamos de bike).

IMG_1547

IMG_1546

IMG_1540-001

IMG_1548

A nossa escolha para o jantar foi: Garota de Ipanema. Mas, fica pro próximo post.

Veja no mapa abaixo, a localização dos pontos turísticos do Rio de Janeiro:

Beijos 🙂

8 comments to Praia de Copacabana e Arpoador

Deixe uma resposta