Cristo Redentor

Sempre tive a vontade de conhecer o Cristo Redentor de perto… vê-lo de pertinho. Graças a Deus, tenho ao meu lado alguém que também sempre teve essa vontade.

Há duas maneiras de chegar até o Cristo: ir com as vans oficiais ou trem. Caso a opção escolhida for van, têm três pontos de embarque para escolher: Copacabana, Largo do Machado ou Paineiras. Agora, se quiser ir de trem, escolha um meio de transporte para chegar até o corcovado e de lá subir de trem. Nós optamos pela Van. Além de mais prática, é mais barata e ida/volta garantida. Clique AQUI para acessar o site da empresa oficial que faz o transporte com a van. Os valores variam conforme a estação escolhida.

Compramos o ticket pelo site uma semana antes. Optamos por ir pela manhã. Assim que chegamos no local de embarque escolhido, fomos a bilheteria para validar o ticket. Tudo pronto? Então #partiuCristo (HAHA).

IMG_1586-001

IMG_1590-001

O dia estava com algumas nuvens cinzentas, mas nada que estragasse a paisagem que é liiiinda.

oh o maracanã!!

oh o maracanã!!

As escadas que levam até o monumento, ficam nas costas do Cristo Redentor. Então não se sobe olhando a frente, tem todo um mistério… enfim, vai criando uma expectativa maior. Mas já se percebe que é muito grande.

Tem a opção de subir pelo elevador, mas fomos de escada mesmo. Na subida, é possível ver algumas lojinhas com lembrancinhas, camisetas, bolsas, bonés e etc. Tudo MUITO caro. A MESMA camiseta que no corcovado custa R$ 50,00, lá na feira de Copacabana é R$ 15,00. Uma lembrancinha da estátua do Cristo que custa R$ 62,00, lá na feira é R$ 15.. 20,00. Então a dica é: segura esse impulso de comprar coisa lá no Corcovado.

Logo na base do monumento, é possível encontrar dois bustos. De quem são? Uma delas é Heitor da Silva Costa. Engenheiro brasileiro e autor do projeto e construtor do Monumento do Cristo Redentor. O outro é o Cardeal Dom Sebastião Leme, arcebispo do Rio de Janeiro. Foi o mentor e incentivador do monumento do Cristo Redentor.

IMG_1604

Chegaaaaamos!!! É emocionante ver de perto algo que fez parte de um sonho por muito tempo e que graças a Deus foi realizado. Vale a pena cada centavo pago, vale a subida de escada, vale ir ao Cristo. Se a grana tá curta, economize na alimentação, hospedagem, qualquer coisa, mas vá ao Corcovado. Além do monumento espetacular, a vista que se tem do Rio de Janeiro é muito linda.

IMG_1606-001

IMG_1605-001

Depois de algum tempo admirando o trabalho que foi feito na estatua, é hora daquela foto clássica com os braços abertos.

A concentração de turista é muiiito grande. É gente de tudo que é canto do mundo… fiquei impressionada. Era difícil ver alguém que falava português pra pedir pra tirar foto. Teve uma que falava espanhol e se ofereceu pra tirar uma foto nossa com o Cristo… adiantou nada, pq ela cortou os braços, cabeça, corpo, enfim… cortou o Cristo da foto. Arrrrggghhhhh, era foto nossa COM o Cristo! O jeito é arriscar a selfie mesmo. Desabafo: eu e Rodrigo ficamos de ponta cabeça, se possível, para tirar uma ótima foto quando nos pedem… mas geralmente não é recíproco. (Saudades do Sr. José lá em Bariloche, tirava ótimas fotos).

cadê o Cristo? :(

cadê o Cristo? 🙁

Nossa selfie :D

Nossa selfie 😀

IMG_1654-001

Resolvemos dar uma voltinha ao redor do Cristo para ver o que tinha por lá. Ao fundo, encontramos uma placa contando a história do monumento. Achei-a interessante. Confesso que é meio grande o texto e tem letras pequenas, mas não deixa de ser atraente.

IMG_1631-001

Na base das costas do Cristo, tem uma capela. É a Capela de Nossa Senhora da Aparecida.

Como o horário do almoço se aproximava, descemos para ir à alguma lanchonete. Se não me engano, tem dois ou três locais para fazer lanches. O preço do salgado era R$ 5,00.

IMG_1648-001

Tentamos ficar o máximo possível lá no Cristo. Admirar o monumento, a paisagem, enfim… curtir o passeio. Quando o cansaço bateu, descemos para pegar a van e voltar para Copacabana.

Assim que passamos pela catraca, a moça pede o ticket para identificar em qual fila devemos esperar nossa van. Tem uma fila específica para cada estação, então se a moça falar pra vc ir pra esquerda, vá pra esquerda. Digo isso pq presenciei a moça apontando qual fila entrar e uma menina querendo mudar só pq a fila dela não tinha ninguém. Sorte a dela que não tinha ninguém (ela ia pra largo machado), pq nós tivemos que esperar umas três vans passarem para podermos ir embora… tava um pouco cheio, afinal é o Cristo Redentor.

Adoramos o passeio e percebe-se que todos também estavam adorando. Repito: vale cada centavo pago.

Veja no mapa abaixo, a localização dos pontos turísticos do Rio de Janeiro:

Deixe uma resposta